SEO técnico refere-se a otimizações de sites e servidores que ajudam os spiders dos mecanismos de busca a rastrear e indexar seu site com mais eficiência (para ajudar a melhorar as classificações orgânicas).

Lista de Verificação de SEO Técnico

O Que é SEO Técnico?

Os mecanismos de pesquisa dão tratamento preferencial nos resultados de pesquisa a sites que exibem certas características técnicas - por exemplo, uma conexão segura, um design responsivo ou um tempo de carregamento rápido - e SEO técnico é o trabalho que você precisa fazer para garantir que seu site o faça.

Abaixo, você encontrará uma lista de verificação de etapas importantes que você pode seguir para garantir que seu SEO técnico esteja pronto para o sucesso. Seguindo essas diretrizes, você pode ajudar a garantir que a segurança e a estrutura de seu site atendam à expectativa dos algoritmos do mecanismo de pesquisa e sejam recompensadas de acordo nos resultados de pesquisa.

1. Use SSL.

Secure Sockets Layer - SSL - é uma tecnologia de segurança que cria um link criptografado entre um servidor da Web e um navegador. Você pode identificar um site usando SSL com bastante facilidade: o URL do site começa com "https: //" em vez de "http: //".

Em 2014, o Google anunciou que queria ver "HTTPS em todos os lugares" e que os sites HTTPS seguros teriam preferência sobre os não-seguros nos resultados de pesquisa. =

Portanto, faz sentido, sempre que possível, garantir que seu site seja seguro - isso pode ser feito instalando um certificado SSL em seu site.

2. Certifique-se de Que Seu Site é Compatível Com Dispositivos Móveis.

Um design de website "responsivo" se ajusta automaticamente para que possa ser navegado e lido facilmente em qualquer dispositivo.

O Google é claro sobre o fato de que ter um site responsivo é considerado um sinal de classificação muito significativo por seus algoritmos. E, com a introdução da abordagem "primeiro em dispositivos móveis" do Google à indexação de conteúdo, um site responsivo é agora mais importante do que nunca.

Portanto, faz sentido garantir que seu site seja totalmente responsivo e seja exibido no melhor formato possível para usuários de dispositivos móveis, tablets ou computadores.

3. Fazer Seu Site Carregar Mais Rápido.

Os mecanismos de pesquisa preferem sites que carregam rapidamente: a velocidade da página é considerada um importante sinal de classificação.

Existem várias formas de acelerar o seu site:
  • Use hospedagem rápida.
  • Use um provedor de DNS rápido (sistema de nomes de domínio)
  • Minimizar "solicitações HTTP" - mantenha o uso de scripts e plug-ins a um mínimo
  • Use uma folha de estilo CSS (o código que é usado para dizer ao navegador de um site como exibir seu site) em vez de várias CSS ou folhas de estilo CSS
  • Certifique-se de que seus arquivos de imagem são tão pequenos quanto possível (sem ser muito pixelizado)
  • Comprimir suas páginas da web (isso pode ser feito usando uma ferramenta chamada GZIP)
  • Minimize o código do seu site - livre de espaços, quebras de linha ou recuos desnecessários no seu HTML, CSS e Javascript (consulte a página Minify Resources do Google para obter ajuda com isso).

4. Corrigir Problemas de Conteúdo Duplicado.

O conteúdo duplicado pode ser confuso para os usuários (e, de fato, para os algoritmos do mecanismo de pesquisa); ele também pode ser usado para tentar manipular rankings de busca ou ganhar mais tráfego.

Como resultado, os mecanismos de pesquisa não gostam disso, e o Google e o Bing aconselham os webmasters a corrigir qualquer problema de conteúdo duplicado que encontrarem.

Você pode corrigir problemas de conteúdo duplicados por:
  • Impedir que o seu CMS publique várias versões de uma página ou publicação (por exemplo, desativando as IDs de sessão onde elas não são vitais para a funcionalidade do seu site e se livrando das versões do seu conteúdo para impressão).
  • Usando o elemento de link canônico para permitir que os mecanismos de pesquisa saibam onde a versão "principal" de seu conteúdo reside.

5. Crie um Sitemap XML.

Um sitemap XML é um arquivo que ajuda os mecanismos de busca a entender seu site enquanto o rastreia - você pode pensar nele como um "roteiro de pesquisa", dizendo aos mecanismos de pesquisa exatamente onde cada página está.

Ele também contém informações úteis sobre cada página do seu site, incluindo:
  • quando uma página foi modificada pela última vez;
  • qual a prioridade que tem no seu site;
  • com que frequência é atualizada.
No Blogger, seu site XML é criado automaticamente; se você estiver usando outra plataforma, pode ser necessário usar um gerador de sitemap para criar um.

6. Considere Ativar o AMP.

AMP é um projeto apoiado pelo Google que visa acelerar a entrega de conteúdo em dispositivos móveis através do uso de código especial conhecido como AMP HTML.

As versões de AMP de suas páginas da Web são carregadas com extrema rapidez em dispositivos móveis. Eles fazem isso desmembrando seu conteúdo e código até o básico, deixando textos, imagens e vídeos intactos, mas desativando scripts, comentários e formulários.

Como eles carregam muito rápido, as versões de páginas com AMP têm muito mais probabilidade de serem lidas e compartilhadas por seus usuários, aumentando o tempo de permanência e o número de backlinks apontando para seu conteúdo - todas as coisas boas do ponto de vista do SEO. Além disso, o Google às vezes destaca as páginas AMP em carrosséis proeminentes nos resultados de pesquisa, oferecendo um importante aumento nas pesquisas.

7. Adicione Uma Marcação de Dados Estruturados ao Seu Site.

A marcação de dados estruturados é um código que você adiciona ao seu site para ajudar os mecanismos de pesquisa a entender melhor o conteúdo. Esses dados podem ajudar os mecanismos de pesquisa a indexar seu site com mais eficiência e fornecer resultados mais relevantes.

Além disso, os dados estruturados aprimoram os resultados da pesquisa por meio da adição de "rich snippets". Por exemplo, você pode usar dados estruturados para adicionar classificações de estrelas a avaliações; preços aos produtos; ou informações do revisor (exemplo abaixo).
Por serem visualmente mais atraentes e realçar informações imediatamente úteis para os pesquisadores, esses resultados aprimorados podem melhorar sua taxa de cliques (CTR) e gerar tráfego adicional para seu site. Como os sites com resultados com CTRs mais altas geralmente são considerados como recebendo tratamento preferencial nos mecanismos de pesquisa, vale a pena fazer um esforço para adicionar dados estruturados ao seu site.

8. Registre Seu Site no Google Search Console e Nas Ferramentas do Bing Para Webmasters.

O Google Search Console e o Bing Webmaster Tools são ferramentas gratuitas do Google e da Microsoft, respectivamente, que permitem que você envie seu website para os mecanismos de pesquisa para indexação.

Quando você estiver pronto para lançar seu website, deverá enviar o sitemap XML para o Google Search Console e as Ferramentas do Google para webmasters para que eles possam rastrear seu novo site e começar a exibir resultados dele nos resultados de pesquisa.

Esses serviços também permitem que você fique de olho no desempenho geral do seu site a partir de um potencial de mecanismo de pesquisa - outras coisas que você pode fazer com as ferramentas incluem:
  • testar a usabilidade do seu site em dispositivos móveis
  • acessar a analítica de pesquisa
  • visualizar backlinks para seu site
  • rejeitar links de spam
e muito mais além disso.

Recursos de SEO Técnico

Você pode encontrar os recursos abaixo úteis para aprender mais sobre SEO técnico:

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem